Ev12- Jesus e A Mulher Samaritana PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 0
PiorMelhor 

 

     

 

 

Introdução: -Luiz Claudio Barsoteli

Narração: -Samuel Chaves

Música Incidental: Jesus , Joy of Man's Desire(Steven Sharp Nelson)

 

 

O EVANGELHO DE JESUS –EPISÓDIO 12- A MULHER SAMARITANA

(baseado no Ev de Joao  cap 4  :1-54)

E quando o Senhor entendeu que os fariseus tinham ouvido que Jesus fazia e batizava mais discípulos do que João(Ainda que Jesus mesmo não batizava, mas os seus discípulos),Deixou a Judéia, e foi outra vez para a Galiléia. E era-lhe necessário passar por Samaria. Foi, pois, a uma cidade de Samaria, chamada Sicar, junto da herdade que Jacó tinha dado a seu filho José. E estava ali a fonte de Jacó. Jesus, pois, cansado do caminho, assentou-se assim junto da fonte. Era isto quase à hora sexta.


Veio uma mulher de Samaria tirar água. Disse-lhe Jesus: Dá-me de beber. Porque os seus discípulos tinham ido à cidade comprar comida. Disse-lhe, pois, a mulher samaritana: Como, sendo tu judeu, me pedes de beber a mim, que sou mulher samaritana? (porque os judeus não se comunicam com os samaritanos).Jesus respondeu, e disse-lhe: Se tu conheceras o dom de Deus, e quem é o que te diz: Dá-me de beber, tu lhe pedirias, e ele te daria água viva. Disse-lhe a mulher: Senhor, tu não tens com que a tirar, e o poço é fundo; onde, pois, tens a água viva? És tu maior do que o nosso pai Jacó, que nos deu o poço, bebendo ele próprio dele, e os seus filhos, e o seu gado?


Jesus respondeu, e disse-lhe: Qualquer que beber desta água tornará a ter sede; Mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede, porque a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que salte para a vida eterna. Disse-lhe a mulher: Senhor, dá-me dessa água, para que não mais tenha sede, e não venha aqui tirá-la. Disse-lhe Jesus: Vai, chama o teu marido, e vem cá. A mulher respondeu, e disse: Não tenho marido. Disse-lhe Jesus: Disseste bem: Não tenho marido; Porque tiveste cinco maridos, e o que agora tens não é teu marido; isto disseste com verdade.

Disse-lhe a mulher: Senhor, vejo que és profeta. Nossos pais adoraram neste monte, e vós dizeis que é em Jerusalém o lugar onde se deve adorar. Disse-lhe Jesus: Mulher, crê-me que a hora vem, em que nem neste monte nem em Jerusalém adorareis o Pai. Vós adorais o que não sabeis; nós adoramos o que sabemos porque a salvação vem dos judeus. Mas a  hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem. Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade.


A mulher disse-lhe: Eu sei que o Messias (que se chama o Cristo) vem; quando ele vier, nos anunciará tudo. Jesus disse-lhe: Eu o sou, eu que falo contigo. E nisto vieram os seus discípulos, e maravilharam-se de que estivesse falando com uma mulher; todavia nenhum lhe disse: Que perguntas? ou: Por que falas com ela? Deixou, pois, a mulher o seu cântaro, e foi à cidade, e disse àqueles homens: Vinde, vede um homem que me disse tudo quanto tenho feito. Porventura não é este o Cristo?
 

Saíram, pois, da cidade, e foram ter com ele. E entretanto os seus discípulos lhe rogaram, dizendo: Rabi, come. Ele, porém, lhes disse: Uma comida tenho para comer, que vós não conheceis.
Então os discípulos diziam uns aos outros: Trouxe-lhe, porventura, alguém algo de comer? Jesus disse-lhes: A minha comida é fazer a vontade daquele que me enviou, e realizar a sua obra .Não dizeis vós que ainda há quatro meses até que venha a ceifa? Eis que eu vos digo: Levantai os vossos olhos, e vede as terras, que já estão brancas para a ceifa. E o que ceifa recebe galardão, e ajunta fruto para a vida eterna; para que, assim o que semeia com o o que ceifa, ambos se regozijem. Porque nisto é verdadeiro o ditado, que um é o que semeia, e outro o que ceifa. Eu vos enviei a ceifar onde vós não trabalhastes; outros trabalharam, e vós entrastes no seu trabalho.

E muitos dos samaritanos daquela cidade creram nele, pela palavra da mulher, que testificou: Disse-me tudo quanto tenho feito. Indo, pois, ter com ele os samaritanos, rogaram-lhe que ficasse com eles; e ficou ali dois dias.E muitos mais creram nele, por causa da sua palavra.E diziam à mulher: Já não é pelo teu dito que nós cremos; porque nós mesmos o temos ouvido, e sabemos que este é verdadeiramente o Cristo, o Salvador do mundo. E dois dias depois partiu dali, e foi para a Galiléia. Porque Jesus mesmo testificou que um profeta não tem honra na sua própria pátria.

 

COMENTÁRIOS:Era aproximadamente o ano 30 da era comum .A prisão do profeta João Batista despertou grande ansiedade entre os homens e mulheres religiosos da Galileia . João , o Batista, era respeitado como uma figura emblemática que chamava a atenção de todos para que se voltassem para Deus , como o fez no passado o grande profeta Samuel. De modo semelhante a Samuel, que denunciava as transgressões do Rei Saul , em seu tempo , João Batista denunciava  os devios do caminho espiritual  de seu povo, o que incluía  Herodes Antipas , governante da Galiléia. Contudo , muitos poucos acreditavam que os tempos eram outros e que o desrespeito aos homens santos chegasse a tal ponto, que Herodes Antipas mandara aprisionar  ao profeta batizador.

Enquanto isso, alguns fariseus da Judéia, mais antenados com o novo movimento de revigoramento do judaísmo, promovidos por João , ficaram sabendo que um discípulo seu , Jesus , estava também a pregar uma mensagem por demais semelhante ao do batista. O amado mestre Jesus e seus discípulos, contudo , não estavam desejando confrontar as forças políticas e mesquinhas dos homens  e enfrentar o mesmo destino...pelo menos  ainda não.

Era importante primeiro semear  as boas sementes em mais variados solos (fossem eles na Galiléia, na Samaria ou na Judéia) e dar oportunidade para que as boas sementes despertassem de sua letargia e começassem a criar raízes , crescer  e depois dar seus frutos. Por isso , ao invés de enfrentar a ameaça temporal, sai da Judéia em direção à Galiléia.

Contudo , não o faz  como  o povo normalmente o faria, seguindo as trilhas do Jordão. Resolve ir através da Samaria. Normalmente , atravessá-la seria uma tarefa de três dias. Embora , assim como a Judéia, estivesse sob jurisdição romana , certamente os fariseus e doutores da lei não se atreveriam a ir no encalço do meigo rabib, pois há muito os judeus e samaritanos não se olhavam com bons olhos.

Depois de iniciar na aurora uma caminhada de sete a nove horas, para fugir do sol escaldante , o amado mestre e sua comitiva chegam à cidade samaritana de Sicar, atualmente chmada de Askar, onde depara-se com uma fonte d´agua, um poço , que a tradição garantia ter sido construída pelo patriarca Jacó à sua numerosa família , amigos e animais. Neste mesmo poço, reza a tradição que Jacó encontrou Raquel e onde também Moisés encontrou Zípora. O mestre ,próximo do meio-dia  (ou hora sexta segundo a tradição daquela época) senta-se só no poço, pois seus discípulos tinham ido à cidade em busca de mantimentos.

Com seu sotaque Galileu, que logo denuncia a uma mulher samaritana que se aproximava com seu cântaro para recolher água , que ele era um homem judeu ,o meigo rabib comete duas faltas graves(para os olhos de um samaritano) ,pois ousou dirigir-se  ,em local público ,a uma mulher  samaritana...e pediu-lhe o que beber, utilizando o mesmo cântaro que a samaritana.

A samaritana, como era de se esperar, tenta por aquele judeu em seu lugar devido,  recriminando-o por dirigir-se a ela que era samaritana. O mestre , aproveita o cenário e cria um roteiro para desenvolver uma das mais belas lições do evangelho.

Ele afirma que “ se  você conhecesse o dom de Deus e quem é este que te pede de beber...tu lhe pedirias e ele te daria água viva”. Como se verá em seguida, a pobre mulher samaritana era ,aparentemente, simples e talvez ingênua , pois todo o foco de seu pensamento estava voltado para a maior riqueza material da região( e talvez do mundo todo): a água.

Ela indaga ,talvez olhando para o poço e seu conteúdo:” Senhor, tú não tens com que a tirar...e o poço é profundo! Onde tens , então a água viva? És tu por acaso maior que nosso pai Jacó? Ao trata-lo como “ Senhor” , a mulher samaritana demonstrava educação e  respeito ,talvez por sentir na voz daquele jovem judeu, um empático carisma , uma atração de dignidade ,um homem diferente dos demais , pois sua conversa se estende para um questionamento , quando poderia simplesmente tê-lo desconsiderado, virado as costas e dar a conversa por encerrada. Mas ao insistir sobre a profundidade do poço ,uma referência à tradição  do prodigioso poço do pai Jacó ,que transbordava, a mulher ouve como resposta um enigma que traduzia que sim...Jesus era maior que o pai Jacó: “Quem beber desta água tornará a ter sede; porém aquele que provar da água que eu lhe der, nunca mais tornará a sede ter. Pelo contrário , a água que eu lhe der se tornará fonte e jorrará para a vida eterna”.

A simples mulher ,aparentemente ,  não percebe que o mestre lhe fala que aquele que entender o significado do evangelho através de uma conscientização prática ( e não teórica) encontrará a resposta a todos os seus problemas e dilemas ( extinguindo a fonte do sofrimento que é a ignorância que nos torna egoístas, orgulhosos e vaidosos , promovendo assim toda sorte de mal) . Além disso , aquele que descobrir em sua alma e coração o sentido do amor que o evangelho acorda de um longo sono ilusório, sente a necessidade de espalhar a luz e a vida para todos os demais corações, jorrando como uma fonte cristalina para todos os seres da criação ,pois o que  mais deseja um homem que se liberta do mal , é ver todos os demais seres libertos.

Por aparentemente não estar entendendo isto, a mulher exclama  sua surpresa e pragmaticidade humana com muita espontaneidade: ”Senhor, dá-me de beber desta água, para que eu também mate minha sede  e não tenha mais ter que vir aqui busca-la”.

Usando de sua clarividência ( como o fez com Nathanael ao vê-lo sob a figueira quando este estava ainda sem conhece-lo) e para prova-la à mulher samaritana , o mestre lhe prepara outra lição espiritual ao pedir que ela chame por seu marido e esta lhe afirma não ter marido:

“Bem disseste ao dizer  “Não tenho marido”...pois cinco maridos já tivestes , e este não é teu marido”

Neste momento , a mulher samaritana cai em si e percebe  a certeza de estar não diante de um estranho e agradável judeu , mas sim de um homem santo e profeta. Sentindo  em seu coração , a intuição de um  clima de confiança e liberdade ,e que estava diante de um sábio com quem poderia manifestar seus íntimos pensamentos e dúvidas, ela sapeca-lhe uma pergunta que talvez há muito lhe atormenta:

“Nossos pais samaritanos adoravam neste Monte Garizim ; porém vocês judeus dizem que é na idade santa de Jerusalém que se deve orar a Deus. Qual o lugar correto para o verdadeiro culto?

O mestre Jesus, irradiando sabedoria e compaixão por nossas esquisitices e separatividades arremata: “ Mulher, crede-me que hora vem em que nem neste monte e nem em Jerusalém fareis culto ao Pai. Crede-me que hora vem , e esta hora já chegou, em que deus será louvado em espírito e verdade...e  é a estes adoradores que ele busca. Deus é espírito, e importa que aqueles que o busquem  o adorem em espírito e verdade”

A mulher, agora ,talvez extasiada , com medo de mencionar o enlevo em que se encontrava , “joga um verde para colher um maduro” no amado mestre Jesus. Os samaritanos esperavam por um messias restaurador, um sacerdote e libertador espiritual...não como os Judeus que esperavam um messias guerreiro com suas legiões de seguidores e libertadores...

“Eu sei que há de vir um messias, o Cristo, que nos anunciará todas as coisas”

E o mestre galileu, confirmando suas expectativas religiosas ( não bélicas)  lhe confirma: “Eu o sou”

É neste momento em que um leitor mais atento percebe o que se esconde por trás do texto. Alí não se encontrava uma simples mulher, mas uma mulher que trazia dentro de si uma sabedoria e um elevado padrão de pensamento, disfarçado pelos afazeres e tarefas domésticas.

Quem a visse , viria apenas uma mulher , não muito diferente das outras mulheres. Mas o amado mestre Jesus, de longe sabia que era com ela que deveria confabular e semear a boa semente, pois dentro dela havia terreno adequado e adubado pela boa vontade.Isto fica claro quando percebemos que a mulher se faz de tola e interroga sobre  água do poço do pai Jacó e aprofunda o tema sobre a água da vida mudando logo de assunto para um tema mais profundo como o verdadeiro culto a Deus. Ela era uma filósofa natural e de uma sapiência que reconheceu o Cristo, fonte de alimento espiritual, talvez bem antes dos discípulos judeus que andavam com o mestre...mas que naquele momento estavam distantes ,preocupados com os mantimentos da vida material

E é enquanto seus discípulos chegam da cidade com os mantimentos, e vendo-o conversar a sós com uma mulher samaritana, que  esta ,deixando o cântaro com água para trás , sai a comemorar alegremente a chamar os demais para uma boa nova , uma boa notícia...chama  para ver aquele que talvez seja a resposta às suas preces por várias gerações: o Cristo está entre nós!

Teríamos nós condições de reconhecer o bem e o amor  se nos encontrássemos com ele? Os nossos pensamentos e interesses gravitam em torno do espiritual ou apenas no transitório material?

Há uma segunda forma de ver  e de aprofundar  a leitura, extraindo um significado oculto nas entrelinhas do texto...

É preciso lembrar que no ano 752 antes da era comum , a região da Samaria foi dominada pelos  babilônicos liderados por Sargão II e que este determinou a colonização de cidades samaritanas por colonos da babilônia. Cinco cidades  com seus cinco deuses de preferência , foram durante muito tempo influências locais, deixando o Senhor Deus dos Exércitos de Israel em plano secundário.A relação dos judeus com os samaritanos, já conturbada desde o ano 931 antes da era comum, quando  da separação dos reinos com Jeroboão , agora ficou mais complicada, com a adoção dos cinco deuses babilônicos. Isto pode ser conferido em 1Rs 12:25-33 e 2Rs 17:24-34.Alem de tudo , os judeus não aceitaram ajuda dos samaritanos por considera-los impuros e indignos , o que só fez a inimizade crescer. Os samaritanos teriam então aceitado  cinco “esposos” , antes de aceitar o sexto, que também não era o seu , mas o deus de Israel.

Jesus, todavia insiste que nem os samaritanos, cuja tradição de cultuar os cinco deuses babilônicos e depois o deus de israel nas montanhas  e nem mesmo a tradição formal dos judeus em  cultuar idolatramente o Deus de Israel ,como se ele morasse num templo de pedra edificado por mãos humanas , estava de acordo com o espírito da verdade. Somente em espírito e verdade, no coração do homem é que se poderia perceber a verdadeira natureza de Deus ao reconhecer deus presente, no aqui e agora em cada ser vivo, humano ou da natureza. É a estes adoradores sinceros que Deus busca...Estaremos nós nos esforçando para sê-lo?

Os tempos preditos pelo Cristo já haviam chegado aos corações de homens e mulheres sensíveis para a mensagem transformadora do evangelho. Já não havia lugar para a paralisia , a cegueira, surdez ou mudez...O tempo de ceifar a colheita já havia chegado aos corações de boa-vontade.

Os samaritanos que vieram ter com ele desnudaram seus corações e acolheram a mensagem do evangelho renovador. Ele ainda ficou com eles dois dias, mas tinha que dar seguimento ao seu projeto de sair a semear pelo mundo e compartilhar com seus irmãos mais novos...

E nós , estaremos dispostos a semear ou a deixar que cada um sinta a necessidade de despertar? O que fez o Cristo à samaritana? Provocou-lhe o despertar ou esperou pacientemente que ela despertasse?

Estamos nós casados com a doutrina de amor do cristo ou com a figura exterior da religião, com a tradição ou com os textos?

 O que diz a nossa prática? Sabemos e não fazemos  ou fazemos porque sabemos?

São respostas e caminhos que teremos que escolher dia a dia e momento a momento....

.........................................................

Não deixe  de compartilhar com seus amigos das redes sociais nosso  áudio-projeto “ O Evangelho Comentado de Jesus”. Aproveite e ouça também os episódios anteriores . Você vai gostar.Pode Acreditar!

 

 

 

 
Joomla SEO by AceSEF