Pod Acreditar 04 - A Felicidade Não É Deste Mundo PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 0
PiorMelhor 

 
Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

 

   
 
   
   
   
 

Muitas pessoas, pobres e ricas acreditam que não são felizes e não conseguirão ser felizes  neste mundo . Isto seria verdade?

Por que há pessaoas saudáveis , ricas, belas e famosas que não conseguem ser felizes ,apesar das facilidades?

Porque  há conflitos entre homens e mulheres , pobres e ricos  na busca pela felicidade neste mundo?

No podcast de hoje , iniciaremos a pesquisa em busca de respostas  destes  " mistérios"...

 
    Veja Também:

-Raul Teixeira apresenta "Porque Sofremos?"

 

CRÉDITOS 

1-Introdução: Luiz Claudio Barsoteli + Grupo Ame ( Música " Acreditar")

2- Pensamento: Luiz Claudio Barsoteli + Pink Floyd("Another Brick on The Wall")

3-Correio Fraterno :Luiz Claudio Barsoteli + Stan Getz ("O Pato")

4-Música:Tempos Modernos(Lulu Santos)

5-A Felicidae Não é Deste Mundo ( Claudio Vox / Beethowen in " Moolight Sonata" )*

6-Música : Aurora ( Tim & Vanessa )

7-Conheça Acervo Espírita (www.acervoespirita.com.br)

8-O Sofrimento em Nossas Vidas Diárias ( Patrícia Souza/ Taylor Davis in "Braveheart)**

9-Música:Um Dia o Mundo Inteiro Será Bem Melhor (Almas Sonoras)

10-Este Podcast Foi Feito Com Carinho e Amor (Claudio Vox)

11-No Mundo Do Cinema e do Dvd ( Samuel Chaves)**

12-Música:Simple Like This

13- Conheça Nossa Fanpage(Claudio Vox)

14-Música: Hotel California(Eagles)

15-Conheça Outros Podcasts(Claudio Vox)

16-Envie Sua Contribuição(ClaudioVox/ Eric Clapton in" Instrumental Jam")

17-Música:Siga ,Não Pare Agora (Grupo Renenovação)

18-Conheça Outros Podcasts ( Claudio Vox)

19-O evangelho de Jesus ( Samuel Chaves / Laurence Juber in "Jesus Joy of Man's Desire")

20-Música:Jesus Joy of Man's Desire (Josh Groban)

21-Despedida (Claudio Vox e Grupo Ame)

* "O Evangelho Segundo o Espiritismo"

** Equipe Terra Espiritual.Org

AGRADECIMENTOS AOS LOCUTORES...

-Luiz Claudio Barsoteli

-Samuel Chaves

-Claudio Vox

-Patrícia Souza

 

ALGUNS TEXTOS VEICULADOS NESTE PODCAST

TERRA ESPIRITUAL...PODCAST 4...A FELICIDADE NÃO É DESTE MUNDO

Pai , te rogo que não os tireis deste mundo , mas sim que os livrai do mal.”

 

Como Disse o poeta Mário Quintana: “O segredo é não correr atrás das borboletas...O segredo é cuidar do jardim para que elas venham até você.”

 

Correio Fraterno:Quem manda o e-mail desta vez é o nossa irmã Ana Estela Chagas , de Petrolina , em Pernambuco... “Meus Queridos irmãos, que Deus ilumine sua equipe e os ouvintes. Gostaria de fazer uma pergunta. Como é possível ser feliz num mundo onde só há sofrimento? Abraços e beijos a todos...”

 

Cara irmã Ana Estela , retribuímos os beijos e abraços e com sinceros votos de paz profunda!

 

Em primeiro lugar é importante perceber que desde o nascimento , somos educados a buscar o prazer e fugir da dor. Os pais tentam trazer aos filhos o conforto e bem estar , mas às vezes se esquecem que é nas dificuldades que se desenvolve o espírito criativo inovador que aponta para várias possibilidades de solução. É este treinamento na dor que vai ladrilhando a estrada para a sabedoria e experiência do viver.

 

Em segundo lugar , do ponto de vista holístico e integral , o planeta terra é um mosaico pedagógico à evolução do espírito imortal. Num setor do mosaico , há as experiências de dor que ensinam a resistência , a criatividade , a transformação de crises em oportunidades. A grande maioria da humanidade , imatura, não quer, não deseja e não consegue amadurecer , sofrendo não apenas a dor da agressão , mas também a dor da ignorância das causas do sofrimento. Já um outro grupo , não se abate e transforma crise em oportunidades de superação. É este tipo de gente que abunda nos telejornais e revistas como exemplos de superação a ser seguido. Todos nós temos esta capacidade...mas é mais cômodo ficar na zona de conforto da autopiedade e vitimismo. Isto pode ser transformado.

 

Em terceiro lugar , do ponto de vista metafísico , somos espíritos imortais de diferentes categorias e graus de compreensão da vida. Cada um de nós é um mundo individual com graus variáveis de trevas e de luz. Quanto menos sintonizados com as Leis de Deus mais sofrimentos plantaremos e mais dores colheremos...quanto mais boa-vontade tivermos, mais brilhará a luz que reside em nosso peito e esta luz nos ajudará a atravessar a escuridão da existência em paz. Das trevas do egoísmo para a luz do altruísmo teremos prisão ou liberdade criadas por nossas próprias mãos. O planeta Terra , até poucos milhares de anos era um planeta primitivo onde imperavam os instintos e a brutalidade da sobrevivência corporal. Com a chegada dos pensadores, filósofos, mestres e avatares espirituais como Krisna, Buda e o Mestre Jesus o planeta pode evoluir até onde o degrau onde o Bem e o Mal travam queda de braço para influenciar as mentes e os corações. Em algum tempo, quando as sociedades perceberem da insanidade dos conflitos, guerras e disputas e investirem na cooperação e fraternidade como opção de remar juntos para evitar juntos naufragar , passaremos para um estágio onde o Bem prepondera sobre o Mal , transformando a Terra num mundo de Regeneração. E com a evolução dos milênios dar um salto quântico para se transformar em um mundo superior...a terra é um mundo de Provas e Expiações , onde temos que batalhar o “Bom Combate” interiormente , de momento a momento contra nossas trevas para nos libertarmos da ignorância, do egoísmo e da ilusão da separatividade...

 

Em quarto lugar ,o sofrimento é consequência da causas externas ou internas de desequilíbrio. Miséria ,fome ,desemprego ,doença são condições que não dependem da nossa vontade e compreensão. São fenômenos da vida biológica e do mundo material em transição. São sinônimos de sofrimento. Já a felicidade é fruto da compreensão e entendimento da mecânica da vida , o desenvolver da sabedoria e maturidade. A felicidade nasce do desabrochar da consciência.

 

Logo , cara irmã Ana Estela , perceba que a Terra não é um parque de diversões, um balneário, uma escola , um hospital , um manicômio , um presídio ou um campo-minado. Ela é tudo isso e muito mais ao mesmo tempo.É importante manter os sentidos espirituais abertos , “vigiando e orando para não cair em tentações” ou fantasiar .O mundo que realmente importa é o mundo mental, isto é, não são as dores e desafios ...e sim como percebemos as dores e desafios. Se acreditarmos que somos abandonados, reagiremos conforme esta crença e seremos escravos do pessimismo e depressão. Se investigarmos e concluirmos que somos espíritos em aprendizado e investirmos numa cultura de paz , leituras, meditações , mudança de paradigmas e comportamentos, sintonizaremos com a Luz Divina e nos fortificaremos na “Fé Raciocinada” que liberta das algemas dos sofrimentos desnecessários.

 

Somente desta forma estaremos nos fortalecendo e nos candidatando para sermos estudantes sinceros da Verdade. E como disse o Cristo , “ conhecereis a Verdade e a verdade vos libertará”...livres nos transformaremos em instrumentos de paz e ajudar nossos irmãos mais atrasados a também aprender , como nós estamos tentando, a amar ,compreender, trabalhar , perdoar, renunciar e servir.No próximo bloco refletiremos mais, porque a Felicidade não é deste mundo.

 

 

A Felicidade Não é Deste Mundo

Não sou feliz! A felicidade não foi feita para mim! Exclama geralmente o homem, em toda as posições sociais. Isto prova, meus caros filhos, melhor que todos os raciocínios possíveis, a verdade desta máxima do Eclesiastes: “A felicidade não é deste mundo”. Com efeito, nem a fortuna, nem o poder, nem mesmo a juventude em flor, são condições essenciais da felicidade. Digo mais: nem mesmo a reunião dessas três condições, tão cobiçadas, pois que ouvimos constantemente, no seio das classes privilegiadas, pessoas de todas as idades lamentarem amargamente a sua condição de existência.

            Diante disso, é inconcebível que as classes trabalhadoras invejem com tanta cobiça a posição dos favorecidos da fortuna. Neste mundo, seja quem for, cada qual tem a sua parte de trabalho e de miséria, seu quinhão de sofrimento e desengano. Pelo que é fácil chegar-se à conclusão de que a Terra é um lugar de provas e de expiações.

            Assim, pois, os que pregam que a Terra é a única morada do homem, e que somente nela, e numa única existência, lhe é permitido alcançar o mais elevado grau de felicidade que a sua natureza comporta, iludem-se e enganam aqueles que os ouvem. Basta lembrar que está demonstrado, por uma experiência multissecular, que este globo só excepcionalmente reúne as condições necessárias à felicidade completa do indivíduo.

            Num sentido geral, pode afirmar-se que a felicidade é uma utopia, a cuja perseguição se lançam as gerações, sucessivamente, sem jamais a alcançarem. Porque, se o homem sábio é uma raridade neste mundo, o homem realmente feliz não se encontra com maior facilidade.

            Aquilo em que consiste a felicidade terrena é de tal maneira efêmera para quem não se guiar pela sabedoria, que por um ano, um mês, uma semana de completa satisfação, todo o resto da existência se passa numa seqüência de amarguras e decepções. E notai, meus caros filhos que estou falando dos felizes da Terra, desses que são invejados pelas massas populares.

            Conseqüentemente, se a morada terrena se destina a provas e expiações, é forçoso admitir que existem, além, moradas mais favorecidas, em que o Espírito do homem, ainda prisioneiro de um corpo material, desfruta em sua plenitude as alegrias inerentes à vida humana. Foi por isso que Deus semeou, no vosso turbilhão, esses belos planetas superiores para os quais os vossos esforços e as vossas tendências vos farão um dia gravitar, quando estiverdes suficientemente purificados e aperfeiçoados.

            Não obstante, não se deduza das minhas palavras que a Terra esteja sempre destinada a servir de penitenciária. Não, por certo! Porque, do progresso realizado podeis facilmente deduzir o que será o progresso futuro, e das melhoras sociais já conquistadas, as novas e mais fecundas melhoras que virão. Essa é a tarefa imensa que deve ser realizada pela nova doutrina que os Espíritos vos revelaram.

            Assim, pois, meus queridos filhos, que uma santa emulação vos anime, e que cada um dentre vós se despoje energicamente do homem velho. Entregai vos inteiramente à vulgarização desse Espiritismo, que já deu início à vossa própria regeneração. É um dever fazer vossos irmãos participarem dos raios dessa luz sagrada. À obra, portanto, meus caros filhos! Que nesta reunião solene, todos os vossos corações se voltem para esse alvo grandioso, de preparar para as futuras gerações um mundo em que felicidade não seja mais uma palavra vã.

O EVANGELHO DE JESUS Mt 4:1-11

Então foi conduzido Jesus pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo opositor. E, tendo jejuado quarenta dias e quarenta noites, depois teve fome;E, chegando-se a ele o tentador, disse: Se tu és o Filho de Deus, manda que estas pedras se tornem em pães. Ele, porém, respondendo, disse: Está escrito: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus.

Então o opositor o transportou à cidade santa,Jerusalém, e colocou-o sobre o pináculo do templo,E disse-lhe: Se tu és o Filho de Deus, lança-te de aqui abaixo; porque está escrito: Que aos seus anjos dará ordens a teu respeito, E tomar-te-ão nas mãos, Para que nunca tropeces em alguma pedra.Disse-lhe Jesus: Também está escrito: Não tentarás o Senhor teu Deus.Novamente o transportou o opositor a um monte muito alto; e mostrou-lhe todos os reinos do mundo, e a glória deles.E disse-lhe: Tudo isto te darei se, prostrado, me adorares.Então disse-lhe Jesus: Vai-te, Satanás, porque está escrito: Ao Senhor teu Deus adorarás, e só a ele servirás.Então o opositor o deixou; e, eis que chegaram os anjos, e o serviam.

 

COMENTÁRIOS:Você encontrar-a em terraespiritual.org textos diversos que analizam a existência ou não deuma figura diabóliuca como Lúcifer. Mas vamos nos dedicar a análise do evangelho , isto é , da boa nova , que Jesus veio ao mundo anunciar. De que a redenção do homem está ao alcance de sua mão...mas vai depender de disciplina e de dedicação ao bem.

 

Se for tomado ao pé da letra , esta passagem do evangelho de Mateus causaria profunda dificuldade do estudante sincero entender o ensinamento embutido nas sábias palavras do Mestre Jesus.

Aquele que é perfeito não precisa ser testado simplesmente porque já é perfeito. Aquele que tem comunhão com Deus não necessita de testes simplesmente porque o pensamento em íntima sintonia com o pensamento de Deus se mostra firme e incorruptível.Logo conclui-se que se trata de mais uma parábola do discípulo fiel e vencedor , atribuindio-se a Jesus a personagem, como se este precisasse de um teste para galgar um degrau a mais na sua elevada hierarquia.

 

Todo aspirante sincero passará por testes de serviço ao Deus Pai em serviço aos seus irmãos. Mas três testes serão fundamentais e determinantes....

 

A estória citada logo no começo do evangelho de Mateus demonstra a preocupação em expor que os verdadeiros discípulos do Mestre Jesus precisariam usar toda a força intelectual, moral, espiritual em não se deixar levar pelas impressões deste mundo fossem elas de natureza fisiológicas, necessidades de reconhecimento, vaidade, egolatria.

 

A tradução desta passagem significa que todo aquele que se candidate de fato a ser discípulo do Amor, Do Bem e Servo Sincero de Deus tem que fazer um severo jejum e oração ,istoé , ter autodomínio e habilidades morais para não se deixar levar por sugestões do mundo ,por corrupções sensoriais e mentais. O jejum não era apenas o de alimento ,o mais fácil , era o jejum das paixoes,do egoismo, do julgamento, da ira, da maledicência, da inveja,da comparação...todos estes laços que nos fazem tropeçar e negar as lições que rotineiramente ano após ano tentamos seguir.

 

O deserto não é apenas um local de solidão ,mas um localde silêncio onde podemos com boa vontade ouvir a voz de Deus dentro de nosso coração nos convidando à renúncia dos apegos transitórios, das glórias e das vanglórias, dos apetites de mandos,comandos e desmandos....quanto mal já foi feito em nome de Deus ao longo da história?No deserto podemos ter tempo e condições de nos encontrar e reencontrar com o caminho para Deus.

 

O primeiro teste que todo aspirante sincero ao serviço do Reino de Deus ,é o das necessidadesou falsas necessidades fisiológicas. Alimento, sexo, olfato, conforto material...muitos trairam por um prato de lentilha ou por um minuto diante de uma dança sensual. O guerreiro treinado na reflexão reconhece na imagem refletida em sua retina ecos de ilusão impermanente e sem conssitência que o tempo se encarregará de desidratar, enrrugar e esvaziar de sentido.Do mesmo modo o estômago inicia-se na boa que se abre para devorar ou um pedaço de pçao, ou um pouco de vinho , ou um pedaço de mundo e lugar debaixo do sol...de que você tem fome? De paz, de Amor,de sensação? De poder? A fome em cada um é variável.

 

O verdadeiro buscador sabe disso e não troca o pão espiritual por migalhas entorpeçentes de trigo e aveia.Tão pouco usaria seu poder mental de autocontrole para deixar de confiar na grande realidade ( que a morte é uma ilusão) para confiar-se na fantasia de que um pedaço de alimento pode prolongar-he a existência no planeta.

 

Tão pouco usaria seus poderes espirituais para autobenefício. O servo , serve...não se serve. O Senhor é seu pastor e saberá cuidar na hora certa e da forma certa.Seus dons e carismas ,sua mediunidade e paranormalidade ,suas profecias não são para espetáculo e sim para exprimir a glória do Pai a serviço da humanidade .Não lhe pertence ,logo não pode vender ou barganhar...dáde graça o que de graça recebeu.

 

Tão pouco o verdadeiro aspirante ao Reino doPai naõ se venderá pelo poder temporal,pois é ainda que seja resistente, o Everest umdia seráareia de praia...mas a graça de Deus é de graça e É atemporal.O servo do Senhor ,para ajudar serve como pode....serve ao povo, não se serve dele.

 

Logo, todo aquele que quiser apenas se esconder debaixo das sombras do Onipotente ,pode até encontrar abrigo,mas não encontrou a Verdasdeira Paz. A paz do Senhor é feita de luta , levantando o homem novo a sua espada contra o homem velho...cortando o laço que os une.A jornada é solitária onde o verdadeiro discípulo renuncia ao si mesmo , carrega sua cruz de deveres e obrigações e segue de muito perto seu Mestre Celestial e Amigo de Todas as horas.

O Aspirante ao reino torna-se profeta, denunciando o erro e anunciando a solução. Caminha de cabeça erguida e feliz, mesmo diante de sua própria dor, pois sabe que ela é ilusória e passageira.

Sabe que também será traído e vendido nomercado domundo....mas aquele que perseverar até o fim triunfará.

--------------------------------------------------------------

 

 

 
Joomla SEO by AceSEF